domingo, 25 de março de 2018



Nossa Senhora


Faço aqui uma resenha sobre a personagem bíblica mas mistificada na atualidade...



Três passagens bíblica respondem a questão do porquê a santa mulher, MARIA, mãe do filho de Deus, não corresponder necessariamente, a ser ela uma deusa, portanto ser mãe de Deus; Para ser mãe de um deus é preciso ser deusa... A própria mulher, MARIA, que vai ressuscitar junto com os salvos dirá; Esse é o nosso Deus a quem aguardamos... Todos nós viemos de uma mulher, EVA, e essa também é a mãe de MARIA. O destino de MARIA, foi que seria a mãe de um corpo humano, que seria o homem JESUS, não que seria mãe do DEUS Espírito, o qual tornou-se homem, JESUS... Dizer que essa mulher, MARIA, foi santa, não é nada de mais, pois todos salvos serão considerados santos. Ela foi o invólucro que fez com que o menino deus viesse ao mundo. Ela não gerou a Jesus, pois o mesmo foi gerado pelo Espírito Santo. Vamos as três passagens: E quando o viram, maravilharam-se, e disse-lhe sua mãe: Filho, por que fizeste assim para conosco? Eis que teu pai e eu ansiosos te procurávamos. E ele lhes disse: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai? E eles não compreenderam as palavras que lhes dizia. Lucas 2:48-50, Vejam; MARIA, não entendia ainda a questão, Dele falar dessa maneira. Mas iria entender! Era com o filho de DEUS que ela estava tendo cuidado! Segunda: Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser. João 2:4, 5. Vejam; Sua mãe estava levando a Ele um problema, e Ele o advertiu de que não era o momento, mas expressou ainda, que não tinha ela, autoridade sobre Ele. Portanto temos que levar nossas petições direto a ELE! Terceira; Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa. João 19:26,27, Vejamos; qualquer um de nós moribundo apelaríamos pela benção de nossa mãe. E a qualquer mãe, procuraria invocar um poder, para salvar um filho da morte. Porém nosso JESUS e DEUS, tratou de transferir as responsabilidades envolvidas, em momento tão crucial e infeliz para ambos atores da cena. Portanto Jesus como homem teve mãe e não teve pai, como DEUS teve pai e não teve mãe... Essa é minha opinião!